sábado, 19 de novembro de 2016

Tiudo lhes é permitido ... até quando?

O sô presedeinte da cambra diz que é normal haver ruido na noite covilhaneinse porque viveimos numa cidade universitária. Portantus a Covilhã é o Texas! Ah poizé ! ... Atão e a lei não é pra cumprir? E as pessoas sô presedeinte, não merecem descansar depois de um dia de trabalho? 
Resultado de imagem para sede da associaçao académica ubi
Olhe que a indignação é cada vez maior e já se fala peilas redes sociais que é preciso organizar grupos de cidadãos para porem fim a esta vergonha nos locais de animação nocturna devidameinte identificados e com recorrente violência entre alunos, maus tratos e injúrias a moradores, estragos em viaturas e sinais de trânsito, floreiras danificadas, caixotes do lixo arrancados, garrafas partidas, gritaria durante a noite, pinturas, caixas do correio urinadas etc... etc... Tiudo isto, perante a complaceincia e o dolce far niente das autoridades.
Até quando os moradores deistes locais vão aguentar esta turba de idiotas, que só adquirem visibilidade em procissões intermináveis de bebedeiras durante a noite? Se não se pode fazer nada e eiles não aprendem em casa nem na universidade, ao meinos aplique-se a lei a eistes energumenos e bandos de marginais, precocemeinte decadeintes. Ponha-se fim ao devaneio, porra!

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

não te incomodes... a cruz é nossa..já demos para esse peditorio...

Do mesmo covil … de onde, em tempos de má memoria, se preparava a crucificação de mais um católico impio, que em boa hora, pelo próprio pé, se imolou esborrachado na parede do sibarismo pacóvio…vem agora mais um pífio católico invocar a cruz para se pôr a jeito de mais uma imunda e pecaminosa manobra de aquadrilhamento de fieis pela sua causa de comercializar o voto do zé povinho... tão católico e não sabe que é pecado invocar em vão o Senhor e a cruz onde deu a vida pelos homens? pergunte ao senhor bispo sua parda eminencia…ainda se engasga com um rima de hóstias… para não entrar mosca.
A verdadeira cruz é a dos covilhanenses… saturados do cortejo de putas putativas evadidas do mesmo bordel, apregoando aos quatro cantos do pelourinho, serem puras e castas vindas de uma sacristia de bordel…ao menos respeitem os covilhanenses, os católicos e as putas!… e mais! poupa-nos! a nós e ás 5 moedas… nunca saberás o peso da cruz da Covilhã…

domingo, 13 de novembro de 2016

inédito, funcionários da UBI é que podem vir a eleger o reitor?

 regresso ao passado II Ou III.
A matemática de um sistema eleitoral estranho, diz que Santos Silva pode vir 
 já a seguir. 
A ubi no seu melhor.  


sexta-feira, 11 de novembro de 2016

afinal havia um prumgrama do PeiEss…diz o sô helios!!!



Dizo sô hélios, mui nobre e divartido rapresentante do grupo "faz preseinças", que o programa estava iscondido nos balões do teito…malandrecos!!! uma “partidinha” aos ilustres ispectadores do mai triste ispetaculo de politica local…fizerem bem poi atão!… quem não tem  texto, faz truques…até pareice magia!!
O hélios é um gás nobre, mas inerte… abundante, mas raro… no istado SOLIDO!
Devolvam o preço do ingresso… Mai nada… duas barretadas seguidas, primeiro com equídeos, a seguir balonismo…não há quem auguente!!

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

boa senhores professores, temos jornalismo...



Quando o ensino do jornalismo, na universidade, nos descansa para o futuro, em matéria de isenção e ou manipulação da informação. Veja no urbietorbi jornal de informação da ubi, um exemplo de notícia com isenção e critério óbvio, na sequência de apresentação das listas candidatas ao CG. Ora, se para alunos e funcionários a sequência de apresentação é alfabética, evidentemente, a lista de docentes, não tem o mesmo critério. E poder-se-á perguntar: e porquê? Porque em primeiro lugar dever-se-á apresentar a lista que apoia o magnífico, a sua perpetuação e descanso de muitos, logo o B vem antes do A. Dois coelhos num parágrafo… não, não é o passista! o B é primeiro no paragrafe e no texto da noticia. Para quem tem menos tempo, basta ler o primere…e chega !!Boa senhores professores, temos jornalismo.! E quantos Trumps andam por ai ?!